Áreas de atuação

1. Diálogo e Articulação

Fórum Nacional da Indústria (FNI)

Órgão consultivo da diretoria da CNI formado, em sua maioria, por presidentes de mais 50 entidades setoriais e líderes empresariais para avaliar o cenários político e econômico e formular estratégias sobre temas de interesse da indústria.

Conselhos Temáticos Permanentes

Órgãos consultivos da CNI, formados por representantes das federações estaduais, associações setoriais e empresas industriais, que se reúnem periodicamente para discutir e apresentar informações e propostas que orientam as decisões na defesa de interesses da indústria. Os conselhos tratam de temas como relações do trabalho, infraestrutura, defesa nacional, meio ambiente e sustentabilidade, micro e pequenas empresas, assuntos tributários, entre outros.

Representação do setor industrial perante o governo

Há, no governo federal, dezenas de instâncias de representação, com a participação de representantes da indústria, cuja coordenação é feita pela CNI. São colegiados que debatem políticas públicas em diversas áreas com impacto sobre a atividade industrial, como o Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), o Conselho Nacional de Previdência (CNP), Comissão Tripartite Paritária Permanente (CTPP), Conselho Curador do FGTS, Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo do Trabalhador (Codefat), entre outros.

2. Desenvolvimento e Competitividade

Mapa Estratégico da Indústria (2018-2022)

A atuação do setor industrial é orientada pelo Mapa Estratégico da Indústria (2018-2022), documento elaborado pela CNI com líderes empresariais de todo Brasil, que apresenta os principais desafios a serem superados pelos próximos anos para a construção de indústria competitiva, inovadora, global e sustentável, sob a ótica de 11 fatores-chave: Produtividade e Inovação na Empresa; Política Industrial, de Inovação e de Comércio Exterior, Infraestrutura, Tributação, Relações do Trabalho; Educação; Financiamento; Recursos Naturais e Meio Ambiente; Segurança Jurídica; Ambiente Macroeconômico; e Eficiência do Estado, Governança e Desburocratização.

3. Inovação

Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI)

Movimento formado por mais de 200 lideranças empresariais, autoridades do governo e representantes de instituições, criado para estimular a estratégia inovadora dentro das empresas e ampliar a efetividade das políticas públicas de apoio à inovação. Esta, aliás, é uma das mais bem sucedidas experiências de integração entre os setores público e privado no Brasil.

4. Agendas das Indústrias para o Brasil

Agenda Legislativa da Indústria

Elaborada desde 1996, a Agenda Legislativa é o principal documento de interlocução do setor industrial com a sociedade, com o poder público e com o Congresso Nacional. Anualmente, são apresentadas as principais proposições em tramitação na Câmara dos Deputados e no Senado que afetam o desenvolvimento e o ambiente de negócios do país. Elaborada a partir do debate, a agenda reflete o ponto de vista do conjunto do setor industrial, uma vez que é elaborada a partir do debate com 27 federações da indústria e com mais de 60 associações setoriais.

Agenda Internacional da Indústria

Elaborada por meio de consultas ao setor industrial e de diálogo com as federações da indústria, associações setoriais, sindicatos patronais e empresas de todos os portes. A publicação apresenta as prioridades da atuação da CNI para a inserção internacional das empresas brasileiras. É também um documento de apoio para o governo federal e para empresas nesse processo.

Agenda Jurídica da Indústria

Reúne ações que tramitam no Supremo Tribunal Federal (STF) e envolvem questões estratégicas para a indústria brasileira, a maioria relacionada a temas de direito tributário e relações do trabalho. A publicação tem o propósito de dar maior transparência à representação dos interesses da indústria de levar ao conhecimento do STF a posição da CNI sobre as ações de maior impacto e relevância para o setor industrial.

5. Diagnósticos e Cenários da Indústria

Pesquisas e Estatísticas

A CNI elabora pesquisas, estudos, índices e indicadores regulares e eventuais que revelam o desempenho da indústria, as percepções e expectativas dos empresários sobre a situação da economia e os efeitos das políticas econômicas. Há, ainda, sondagens que mostram o sentimento da população sobre grandes temas do país.

6. Internacionalização e Comércio Exterior

Fórum das Empresas Transnacionais (FET)

Colegiado, sob coordenação da CNI, que reúne as 30 maiores transnacionais brasileiras para debater, formular e defender medidas que aumente a competitividade das operações de empresas nacionais fora do país.

Coalizão Empresarial Brasileira (CEB)

Composta por mais de 170 membros, entre entidades de classe (associações, federações e sindicatos) e empresas de diferentes setores interessados em acompanhar e influenciar as negociações de acordos comerciais do Brasil. A CNI faz a secretaria-executiva da coalização desde a sua criação, em 1996.

International Chamber of Commerce (ICC)

CNI coordena o escritório brasileiro do entidade que representa mais de 6 milhões de empresas, apoiando-as em questões de conflito por meio da Corte Internacional de Arbitragem.

7. Relações do Trabalho

Conselho de Administração da Organização Internacional do Trabalho (OIT)

CNI possui assento no colegiado e participação nas discussões mundiais tripartites sobre o mundo do trabalho.

Organização Internacional dos Empregadores (OIE)

CNI ocupa a vice-presidência para a América Latina da entidade que reúne 150 representações do setor patronal de todo mundo.